Tríade MacDonald e Escala Hare – Identificando psicopatas

Os detalhes que você não vê, contados em primeira mão

Tríade MacDonald e Escala Hare – Identificando psicopatas

Tríade homicida de MacDonald

John Macdonald, professor de psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade do Colorado e diretor associado do serviço de internação no Hospital Psicopático do Colorado, em Denver, revelou como resultado de seus estudos, em 1963, uma tríade que poderia ajudar a identificar traços psicóticos ainda na infância. As categorias consistem em:

-Enurese noturna (persistindo após 5 anos de idade completos);
-Crueldade e abuso sádico com animais, podendo partir para atitudes violentas com crianças;
-Piromania (obsessão em atear fogo a coisas)
Segundo propôs, dois dos itens acima deveriam se apresentar conjuntamente para indicar um possível serial killer futuramente.

No Brasil, a escritora e especialista em assassinos em série Ilana Casoy cita em seu livro Serial Killer – louco ou cruel? que a tríade parece estar presente no histórico de todos os assassinos em série.

Segundo Kori Ryan -Psy.D., Alliant International University- para a revista Womens Health em 2019, “De alguma forma, ao longo do caminho, dois comportamentos foram abandonados e sua teoria foi aplicada à homicídio e à violência e, eventualmente, assassinatos em série”.

Ryan não nega que hábitos incendiários e crueldade com animais devem merecer atenção, “Mas a teoria ignora muitos fatores individuais, familiares e sistêmicos que sabemos que também estão ligados a esses comportamentos, como abuso, pobreza, psicopatologia, preocupações com o desenvolvimento”, acrescentando que hesitaria em afirmar comportamentos que direcionariam para violência futura.

Porém, mesmo com estudos refutando a tríade, diversas pessoas ainda acreditam que ela tem eficácia, deixando o mito viver. Ryan diz: “Minha preocupação é que alguém possa ouvir sobre isso na cultura popular e considerar a tríade como fato, em vez de fazer qualquer pesquisa adicional”.

Ao ser questionada sobre os comportamentos da tríade ocorrendo realmente, Kori acrescenta que as crianças em questão devem ir ao médico e passar por tratamento psicológico “Eles estão basicamente dizendo: ‘Talvez eu precise de ajuda adicional”.

“Às vezes, podemos afirmar com certeza que alguém tem um risco maior de violência quando adulto por causa de muitas razões individuais, familiares, ambientais e sistêmicas”, explica Ryan. “Outros estão expostos e têm esses fatores de risco porém nunca se envolveram em nenhuma violência”, “Todo comportamento está em um espectro”, completa.

Aparentemente, John Macdonald também concorda. Segundo Ryan, ele escreveu um artigo refutando sua teoria, mas foi amplamente ignorado.

Escala Hare

Em 1991, o psicólogo canadense Robert Hare criou um método avaliativo a fim de diagnosticar os diversos graus de psicopatia presente nas pessoas. Hoje o teste é considerado universalmente aceito, possuindo 20 itens, com notas de 0 a 2 (0 – item não se aplica, 1 – pouco aplicável, 2 – item definitivamente aplicável). A conhecida Escala Hare PCL-R (Psycopathy Checklist Revised) foi traduzida e passou a ser utilizada no Brasil apenas em 2000.

É importante destacar que o PCL-R não permite o diagnóstico clínico de psicopatia, apenas a verificação através de um método padronizado, permitindo identificar características em suas personalidades e ações, sendo mais propensos à reincidência criminal.

As questões a baixo foram baseadas na Escala Hare, podendo ser usada por psiquiatras, para definir o grau de psicopatia de uma pessoa.

Você tem “excesso de brilho” ou charme superficial;
Você tem um excesso de autoestima;
Você necessita de estimulação constante, não gosta de monotonia e tem propensão ao tédio;
Você é um mentiroso patológico, se sente orgulhoso por enganar as pessoas;
Você está sempre manipulando;
Você apresenta total falta de remorso ou culpa;
Você possui “afeto superficial” ou “sentimentos superficiais”;
Você é insensível ou possui completa falta de empatia;
Você tem um “estilo de vida parasita”, está sempre tirando proveito dos outros;
Você tem grande dificuldade em controlar suas atitudes;
Você tem um histórico de comportamento sexual promíscuo;
Você tem um histórico de problemas comportamentais na infância;
Você não possui objetivos realistas de longo prazo;
Você é excessivamente impulsivo;
Você tem um alto nível de irresponsabilidade;
Você não assume a responsabilidade por suas próprias ações, coloca a culpa em outras pessoas;
Você já teve muitas relações “conjugais” de curto prazo;
Você tem um histórico de delinquência juvenil;
Já experimentou uma “revogação de liberdade condicional”;
Você exibe “versatilidade criminosa”.

Os pontos são somados e acima de 30, podem ser considerados psicopatas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BR